LPM
LPM

Arte está de cabeça para baixo

18 de abril de 2019
Nós Somos

Vamos adivinhar, você leu o título e despertou curiosidade… Como assim a arte está de cabeça para baixo? E é exatamente essa nossa proposição.

A reflexão veio ao conhecermos a obra de Ray Barktus, um artista lituano que pintou um mural com vários desenhos com temas aquáticos em um armazém na periferia de Marijampolé, na Lituânia. Entretanto, se você olha diretamente para os desenhos não entende nada! Os desenhos estão pela metade e de cabeça para baixo.

Divulgação: Ray Barktus

Porém, do lado da casa, à beira de um lago, os desenhos se revelam e ao refletir na água e dessa forma é possível entender suas formas e formatos. A ideia é fascinante, assim como o resultado. Contudo, para aqueles que são atentos conseguem ver mais do que o visível… E assim poder extrair a afirmação que colocamos no título.


Divulgação: Ray Barktus

De alguma forma a arte, seja ela qual for, produz exatamente esse efeito em nós. Às vezes a arte nos é apresentada de ponta-cabeça, e temos que mudar nossas perspectivas para poder entendê-la… ou melhor, admirá-la.  


Divulgação: Ray Barktus

Se apresenta assim… E ora está ao contrário, ora nos põe do avesso. Essa é sua intenção. Vir para tirar do lugar. Esse é seu objetivo.

E é justamente ao nos fazer olhar para o lado e mudar o foco, que nosso olhar é transformado. Artistas sabem que são eles quem colorem a vida, que são suas obras que trazem cor no meio do cinza do cotidiano.


Veja bem e esteja atento… A arte está de cabeça para baixo esperando que você possa olhar de outro ponto de vista, de outro ângulo, por outra lente, e só assim poderá ver o que muitos não entendem, e admirar o que muitos não veem.


Leia Também
Comente com o Facebook
Deixe seu Comentário