Irineu Ramos
Irineu Ramos

Bailão, ponto de encontro dos gays maduros

06 de abril de 2020
Eu QueroLugares Pelo BrasilSão Paulo

Uma das casas noturnas GLS mais conhecidas no Brasil e América do Sul, o ABC Bailão é o ponto de convergência de maduros e admiradores de gays cinquentões, sessentões, setentões e oitentões da capital paulista em busca de diversão e boa música, longe do bate-estaca das danceterias.

É o único local onde DJs sabem transitar entre forró, samba e repertório romântico dos anos 1970/80, para agradar corações e mentes em busca do lazer e momentos felizes.


Foto: ABC Bailão/ Facebook

Gays maduros têm seus hits. Enquanto ritmos sertanejos, axé, funk e muitos outros explodem de sucesso nas rádios e programas musicais das TVs, no escurinho do ABC Bailão o que bomba é a sonora baladinha que diz:

 “Em cada vez que eu te olho, meu coração bate sem parar, eu fico cheia de amor, eu fico louca pra amar…” da canção Pertinho de Você, letra e música do maestro e arranjador Hugo Bellard, interpretada por Elizangela. Gravada em 1978 para a novela Dancing Days, da rede Globo, a atriz é uma das divas admiradas por um séquito de coroas que dançam embalados pelas palavras românticas da música.


Foto: ABC Bailão/ Facebook

Romantismo, diversão e amizades são os objetivos dos frequentadores da única casa noturna GLS aberta exclusivamente para o público com muitas décadas na carteira de identidade e seus admiradores. Apesar de voltada ao público gay, o local é referência para heterossexuais famosos ou não em busca de anonimato e da ausência de assédio.

Certamente por isso, globais são vistos por lá em noites de badalação. E não apenas artistas. Atletas do vôlei e do futebol feminino e masculino passam pelas passarelas do Bailão. Tem ainda os políticos de todos os cacifes e de partidos variados. Como é possível constatar, o local é democrático nas questões de gênero, orientação sexual, cor e credo.            


Foto: ABC Bailão/ Facebook

Referência turística de São Paulo começou timidamente por volta de 1996 quando da expansão de bares GLS em diversos locais de São Paulo, principalmente no largo do Arouche e na Av. Dr. Vieira de Carvalho, no centro..    Projetado pelos amigos Amarildo Donizete Batista, 57, e Luiz Rogério Carneiro do Nascimento, 58, a semente do que viria ser o Bailão foi plantada no sábado, 25 de Janeiro de 1997, no salão do American Grafitti, na Rua Marquês de Itú, 182, o primeiro Amigos Bailam Comigo, o ABC. Sucesso total.

A fama da festa se espalhou e atualmente é realizada de quinta a domingo. Entre o público frequente, adjetivos qualificativos identificam o baile e o dia de forma bem humorada. Alguns chamam de Festa Baile, outros, Bailão. Há ainda os que escracham e apontam como Desmanche, INPS, Fome Zero… 

Os DJs EduardoG e Will DaHouse, dão o tom da festa. Para os maiores de 50 anos sempre tem desconto na entrada.

Leia Também
Comente com o Facebook
Deixe seu Comentário