LPM
LPM

Centenário Nelson Mandela, a continuação de um legado

15 de maio de 2018
Eu FaçoLugares Pela África

Este ano, a África do Sul celebra o centenário Nelson Mandela. O líder, que junto com toda a população negra, foi reprimido em sua própria nação. Viveu em uma época de forte segregação racial. Mas não a aceitou como realidade permanente. De oprimido a inspiração mundial, assumiu a missão de sua vida de lutar por uma sociedade igualitária e democrática em seu país.

Eu faço

“Eu faço!”, embora seja o nome de uma das categorias do site, representa muito mais do que isso. Nos lembra da importância de assumirmos as lutas que são colocadas diante de nós. Assim como fez Mandela. No início do julgamento em que ele foi considerado culpado de sabotagem, em 1964, fez um de seus discursos mais famosos, no qual afirmou: 

Crédito: PQz /Visualhunt/ CC BY-NC-SA

“Eu contemplei o ideal de uma sociedade democrática e livre na qual todas as pessoas vivam juntas em harmonia e com oportunidades iguais. É um ideal pelo qual espero viver e alcançar. Mas, se necessário, é um ideal para o qual estou preparado para morrer”.  Afirmação que está ideologicamente ligada com a famosa frase de Martin Luther king Jr: “Se você ainda não achou uma causa pela qual valha a pena morrer, você ainda não achou razão de viver”.

 

Apesar de serem frases fortes e impactantes, nos confrontam sobre nossas próprias ações. Sobre nossas atitudes diárias que muitas vezes são passivas. Dessa forma, acabamos nos omitindo às lutas que se erguem à nossa frente e em nosso cotidiano.

Campanha Centenário Nelson Mandela

Ao lançar a campanha de comemoração do centenário do líder, a Fundação Nelson Mandela colocou ênfase a respeito da cultura do voluntariado. Chamou atenção também para importância da participação da população na construção de uma sociedade inspirada nos valores do ícone global – Nelson Mandela.

Crédito: Lasanta.com.ec /Visual hunt / CC BY

No dia 18 de julho (dia de seu nascimento) é comemorado o Dia Internacional  de Nelson Mandela, instituído pela ONU. O feriado é um clamor para que o mundo possa refletir sobre a luta do ex-presidente sul-africano. E estimula as pessoas a  passarem 67 minutos fazendo algo de bom para os outros. Os minutos representam os 67 anos que ele passou trabalhando para a mudança.

 

Em comemoração ao centenário, foi lançado também um aplicativo que reúne 100 experiências, atrações e destinos na África do Sul. São locais que possuem fortes laços históricos e sociais com a vida de Mandela. E no dia 17 de julho, o  ex-presidente dos Estados Unidos Barack Obama vai entregar a 16 ª Conferência Nelson Mandela Anual sob o tema “Renovar o Legado Mandela e a Promoção da Cidadania Ativa num Mundo em Mudança”, em Joanesburgo, no Ellis Park Arena.

 

Para saber mais informações sobre Mandela, assim como seu legado, acesse o site da Fundação Nelson Mandela.

Leia Também
Comente com o Facebook
Deixe seu Comentário