Marcela e Thiago
Marcela e Thiago

Conheça 5 comidas típicas da Ilha da Madeira

14 de fevereiro de 2019
Eu QueroLugares Pela Europa

Uma das melhores formas de conhecer uma cultura é através da comida. Desde os ingredientes utilizados, a forma como são preparados, os temperos, a apresentação, tudo isso nos ensina um pouco mais sobre a história dos locais que visitamos se tivermos um pouco de atenção e curiosidade sobre gastronomia.

Então, hoje vamos falar de comida! Mais especificamente sobre a gastronomia da Ilha da Madeira e alguns dos pratos mais típicos desta que é chamada a Pérola do Atlântico.

1 – Bolo do Caco.

O bolo do caco é um pão achatado, típico do arquipélago da Madeira, muito apreciado pelo público local e estrangeiro. Para além dos ingredientes base de uma massa de pão de trigo é adicionada batata doce. Existe uma conexão entre o bolo do caco e os pães árabes que também são achatados e não são assados em fornos mas sim em chapas ou pedras aquecidas pelo fogo. Esta conexão pode ser explicada pela mistura de povos que foi trazida para colonizar a ilha, desde mouros, judeus, africanos e indianos, que trouxeram técnicas variadas das suas culturas à nova vida na recém ocupada Ilha da Madeira. Este pão delicioso é assado sobre uma chapa de ferro, aquecida a lenha e servido ainda quentinho com uma mistura de manteiga, alho e salsa. Uma receita simples e sensacional que pode ser uma entrada, um acompanhamento a algum outro prato ou a estrela por si só! Delícia!

2 –  Peixe Espada Preto e Lapas.

O peixe espada preto é muito encontrado nas águas profundas do Atlântico perto do Arquipélago, tornando-se um dos representantes dos mares aqui pela Ilha. São peixes compridos, sem escamas mas com uma pele muito resistente ao ponto de algumas pessoas a retirarem com palha de aço! A sua carne é branquinha e muito suave. Algumas forma de servir o peixe espada são em filetes grelhados, em escabeche ou empanados.

Perto do Mercado dos Lavradores, o mercado público do Funchal, servem um sanduíche de peixe espada empanado e em escabeche, acompanhado de uma cerveja bem gelada que é de cair para o lado de maravilhoso.

As Lapas são mariscos muito consumidas como uma entrada, grelhadas apenas com limão e manteiga ou um acompanhamento, como um espectacular arroz de lapas.

Imaginem que estão sentados num restaurante, à beira mar, com um dia de sol incrível, uma leve brisa, uma generosa dose de lapas grelhadas e, mais um vez, um bolo do caco para acompanhar. Perfeito!

3 – Espetada Madeirense.

A espetada é o churrasco dos madeirenses. Carne de gado cortada em pedaços grandes, temperada com alho, louro e sal, assada na brasa literalmente “espetada” em espetos de ferro ou, como faziam antigamente, em espetos de pau de louro. Tão simples quanto isso! Nas festas populares, os arraiais, é comum encontrar banquinhas com peças de carne penduradas, onde o cliente escolhe o corte que mais gosta e ali ao lado, alguma churrasqueira ou tonel, cheios de brasas incandescentes onde você mesmo pode assar a sua carne ao ponto que preferir!  Se gosta mais do conforto dos restaurantes, a escolha é quase infinita de lugares que servem esta iguaria típica. Uma dica que damos é pedir um bolo do caco e colocar estrategicamente por baixo do espeto. Assim o suco da carne vai pingando no pão e o que já era saboroso se torna quase mágico! Até babamos aqui só de pensar.

4 – Picadinho Madeirense.

O picadinho é aquele prato rápido para partilhar quando estamos com amigos, foi assim que nós nos conhecemos e foi exatamente o picadinho que comemos nesse primeiro dia de amizade. É feito com carne de gado, champignon e muito molho, acompanhado de tomate e batata frita. É um prato simples, muito saboroso e que testa se as amizades são verdadeiras porque o que dá de luta para comer mais, vocês nem imaginam! Juntem uma cerveja gelada e o nosso querido bolo do caco e, sinceramente, está montada uma bela refeição que com certeza vai gerar boas memórias.

Já viram como o Bolo do Caco está presente na gastronomia Madeirense? É porque combina com tudo!

5 –  Bolo de Mel da Madeira.

O cultivo de cana de açúcar na Madeira existe desde os primeiros anos do povoamento da ilha. Desta produção é extraído o mel de cana, denso e escuro, com um sabor intenso e cheio de propriedades nutricionais como a riqueza em ferro, cobre, cálcio, potássio e selênio. O mel de cana ou melado é muito diferente do melaço, que é um parente distante e menos nutricional.

O melado vem da evaporação do caldo de cana de açúcar, criando esse xarope maravilhoso. Já o melaço é produto da centrifugação na fabricação de açúcar cristalizado e é mais utilizado na fermentação para produção de cachaça ou rum.

O Bolo de Mel da Madeira nasce a partir do mel de cana e uma mistura de vários frutos secos e cristalizados. Imaginem um brownie, só que em vez de chocolate, temos o mel de cana. É um bolo denso, saboroso e, por ter uma elevada quantidade de mel na receita, uma das tradições na Ilha é preparar o bolo de mel para a altura do Natal, saboreando o bolo de mel do ano anterior! Ele dura muito e com o passar do tempo parece que fica mais saboroso! É um doce muito calórico então recomendamos não abusar, embora admitimos que não seguimos a recomendação. É bom demais!

Estas foram as nossas escolhas de algumas das delícias que podem encontrar na Ilha da Madeira. A riqueza cultural daqui é difícil de colocar em palavras de forma a que sejam justas à realidade, então, se com esta pequena seleção conseguimos despertar a sua atenção, deixamos o convite a que venham conhecer este tesouro português embalado pelas águas do Oceano Atlântico.

Leia Também
Comente com o Facebook
Deixe seu Comentário