Irineu Ramos
Irineu Ramos

Galícia, terra das águas termais na Espanha

07 de fevereiro de 2020
Eu GostoLugares Pela Europa

Saúde e lazer. A busca pelo bem-estar físico e psíquico é uma atividade tão antiga quanto a história humana. Remonta a milênios em culturas como a indiana, a grega e a romana, envolvendo tratamentos medicinais ligados a água doce e do mar. Hoje, terapias com águas termais atrai turistas para vários centros hidrominerais das Américas, Europa e Ásia. A região da Galícia, Espanha, abriga mais de 20 balneários de quatro e cinco estrelas que, juntos, representam 20 por cento de toda a oferta termal do país. Desfrutá-los, representa a possibilidade de revigorar o organismo e aproveitar a cultura e a beleza das terras galegas.

Turistas de primeira viagem vão se encantar. Já os habituados ao país vão perceber que a Galícia é bastante diferente do resto da Espanha. Localizada na costa noroeste, tem o charme da Bretanha Francesa e mais: por ainda ser pouco explorada turisticamente, mantém as tradições culturais e costumes antigos que reportam aos celtas, que chegaram à região no século VI aC. O próprio nome justifica a origem, vem de GaliaGales. Por todos os lados encontram-se vestígios dos celtas e dos romanos.

A ponta do continente Europeu, ainda é protegida do turismo de massas, sendo o destino preferido por turistas individuais, que vão ao encontro espiritual de Santiago de Compostela; e grupos em busca do lazer e tratamento físico nos inúmeros balneários situados em Orense e arredores.


Catedral de Santiago de Compostela
Foto: Hornet 18 on VisualHunt.com CC BY-NC-ND

Para visitar este pedaço de terra quase do tamanho da Holanda é necessário estar com o coração aberto. Na Galícia o turista encontra uma hospitalidade que praticamente não existe no restante do país. Além de praias tranquilas (de águas geladas), pode aproveitar as montanhas cobertas de pinheiros e eucaliptos que inspiram a caminhadas e atividades físicas.

Nas termas da região, os banhos romanos e turcos marcaram época. Hoje, ampliados, atraem uma fatia crescente de turistas na busca do bem-estar temperado com uma pitada de tratamento holístico que conta com auxílio de cristais, pedras e, até, curas espirituais. Tudo vale a pena quando o objetivo é manter o corpo, a mente e o espírito em harmonia.


Praia de Lisse, na Galícia
Foto: Jose Losada Foto on Visual hunt

A rotina em um balneário é composta de muita mordomia, tranquilidade e boa comida. Ao chegar, o visitante é avaliado por um médico local que estabelece um roteiro de tratamentos terapêuticos. Estes vão de banhos de imersão, jatos d’água, vapor e até ingestão de água com propriedades medicinais. Depois desse roteiro diário o hóspede está livre para aproveitar as piscinas termais, saunas e tratamentos vários que incluem opções de beleza e estética.


Fonte termal em Ourense, na região da Galícia.
Foto: IES-MGB on Visual hunt

O conceito turismo termal tem evoluído com o passar do tempo. É certo que muitos especialistas duvidem de benefícios proporcionados pelas piscinas de águas quentes ricas em componentes como ferro e enxofre. Entretanto, a maioria concorda que possam ser usadas com auxiliares no tratamento de doenças de pele, circulação, reumática etc. As termas seriam como um valor agregado ao tratamento convencional que proporciona bem-estar ao paciente.

Um dos balneários mais procurados é o de Laias, bem próximo da comarca de Rivadávia, uma das cidades medievais com passado judeu da Galícia. É bem ampla. Possui 100 apartamentos, grande parte com vista para o rio Minho, o mais importante e caudaloso da região. Próximo dali estão os balneários de Lobio, com 85 apartamentos e o de Arnoia, com 89. Opções não faltam.

Leia Também
Comente com o Facebook
Deixe seu Comentário