Mariana Teixeira
Mariana Teixeira

Índia e suas maravilhas

14 de junho de 2019
Eu GostoLugares Pela Ásia

No topo da minha lista dos lugares que queria conhecer estavam Nepal e Índia.

Pesquisando e estudando muito sobre os países,  percebi que muitas pessoas comentam sobre a Índia, por ser um pais de muita violência, principalmente contra mulheres. Muito machismo. Religião que gera conflitos entre outros probleminhas.

Um pais, que no meu ponto de vista, é necessário uma maior preparação antes de viajar sozinha. Eu como adoro um desafio e sou meio teimosinha não tinha como passar dois meses no Nepal ”olhando” para a Índia, e deixa-la para trás sem conhece-la.

Após meus meses explorando o Nepal, fazendo serviço voluntariado e descobrimentos, voltei para a capital, Kathmandu.

Fiquei uma semana “ensaiando” meu próximo passo, pois tinha certeza que se fosse embora do Nepal com outro rumo que não fosse a Índia, eu iria me arrepender para sempre, e não seria fácil e nem breve ter outra oportunidade de voltar para a Índia e essa região.

A Índia é um país cheio de cultura, cores, sabores. Muito famoso pelo seu povo, culinária e monumentos gigantescos, conhecidos mundialmente, como o famoso Taj Mahal.

Entre todas as surpresas e experiências que a Índia me proporcionou, tive o prazer de ser convidada a fazer parte de uma aula de arte.

Estava sendo divulgada a famosa “terracotta”, melhor ainda, de graça, no lugar que eu estava hospedada na cidade de Jaipur, “moustache hostel” –

Com uma localização privilegiada, uma limpeza impecável e funcionários super simpáticos e atenciosos. Foi com certeza um dos destaques da minha vinda a Jaipur. A rede do hostel está espalhada por toda a Índia. Eu recomendo.

Voltando a falar sobre a aula de arte, o que fizemos chama-se terracotta. A palavra terracotta vem do italiano que significa “backed earth”, terra cozida. Originalmente usada na Asia para fazer esculturas como o exército de barro na China e a famosa cabeça de “Akhnoor Jammu” esculpida no século 6 d.C na Índia.

Ela é bem parecida com a argila, podemos dizer que fazem parte da mesma família,  tendo a mesma cor antes de ser “cozida”. Após ir ao forno, à temperatura de aproximadamente 900º C, sua aparência fica igual de barro, porém cinza. Pode ser trabalhado e usado em vários formatos. Nós confeccionamos porta incensos, vasos e porta jóias, que são muito famosos na Índia. O que vale é soltar a imaginação!

Jaipur, a cidade que fiz o curso, é famosa por sua “pink city”, a cidade cor de Rosa. Nela, encontramos o “city palace”, palácio da cidade onde mora o Rei, seu irmão e sua mãe. O palácio tem a cor da terracotta. Baseado na cidade cor de rosa, fizemos nossa arte na mesma cor, dando um tom mais moderno adicionando outras cores.

A Índia é um pais com uma cultura riquíssima, para explorar e aprender tudo sobre o pais e seu povo, uma vida não seria o suficiente. Assim como o Brasil cada estado da Índia tem a sua cultura, sua vestimenta, sua comida típica, seu dialeto, suas pessoas, cores, sabores e temperos. Desde montanha até a praia, da neve até deserto, a Índia é um pais para todos os gostos e idades

Vai uma terracotta com curry ai?


Leia Também
Comente com o Facebook
Deixe seu Comentário