Yngrid Corsini
Yngrid Corsini

Lo chilenismo, o jeito de se comunicar no Chile

03 de março de 2018
Lugares Pela América do SulNós Somos


No Chile, o idioma oficial é o espanhol, mas existe o chilenismo, um “sub-idioma”, que só eles entendem.

Eu comecei a perceber essa peculiaridade ao desembarcar no aeroporto, ali eu já pude notar que o Chile tinha um jeito próprio de se expressar, porém como eu não sabia falar espanhol, achei que a dificuldade de compreensão era  justamente por causa da falta de conhecimento da língua.

Eu tinha essa convicção até fazer amizade com uma espanhola e para meu espanto eu conseguia entender perfeitamente o que ela falava. Mas a surpresa veio mesmo quando ela me confidenciou que não conseguia entender o que é dito algumas vezes no chilenismo. Nesse momento, entendi que existe um idioma oficial, mas existe um “código próprio” chileno que é preciso desvendar,  foi aí que eu peguei meu caderninho e comecei anotar as palavras e carinhosamente montei esse mini-dicionário:

Wéa 

Essa palavrinha não sai da boca deles. Pode ser qualquer coisa. Aliás, se eu fosse colocar um significado para ela, eu diria que significa “coisa”.  Sabe quando você esquece o nome do objeto ou quando quer dizer sobre um acontecimento e diz: “Pega aquela coisa pra mim!” “E aquela coisa que você ia me contar?” Em frases assim é usada WÉA.

Puta la wéa 

Depois de entender o que (aparentemente) significa wéa, quando falam “puta la wéa” isso te confunde mais ainda. Portanto para todo bom aprendedor de novas idiomas e dialetos, desapega da tradução! Puta la wéa, eles usam como xingamento mesmo. Alguém bateu no seu carro? Puta la wéa! Você esqueceu algo importante em casa? Puta la wéa! Saiu de casa sem guarda-chuva e se molhou? Puta la wéa! Eu particularmente amava dizer isso, porque tem uma sonoridade gostosa. Experimente falar agora em voz alta e você vai concordar comigo: PUTA LA WÉA!

Bakan

Parece muito com o nosso conhecido “Bacana” não é verdade? Em seu uso também. Portando para nós é fácil saber quando empregar. Achou algo ‘bacana’, pode dizer que é ‘bakan’ sem medo!

Piola

Essa palavra eles usam para dizer sobre algo tranquilo, leve, suave. Ao invés de ir pra balada, você quer ficar em casa conversando? Então você quer um programa ‘piola’.

Carrete 

Aliás, por falar em balada, quando eles vão falar sobre festas, baladas e “farras” no geral, usam o termo “carrete”.

Fome 

Palavrinha bem conhecida por nós brasileiros, lá tem um sentido totalmente diferente. ‘Fome’ é algo chato, sem graça, tedioso. Eu passei por algumas situações em que os chilenos ficaram chateados comigo, pois eu não sabia como dizer que estava faminta, ou seja, com fome (‘hambre’ em espanhol) e acabava dizendo em português mesmo, (brasileiro com a mania de achar que só por que os idiomas são parecidos, eles vão nos entender). E em duas situações eles entenderam que eu estava entediada e logo queriam me levar para passear, ou coisas do tipo. E eu só pensava: “Legal, mas posso comer antes?” Falsos cognatos podem nos colocar em situações complicadas.

Al tiro

Quando você faz algo IMEDIATAMENTE.

Cachai

Essa é outra expressão que eu achava sua sonoridade muito legal de falar, sua pronúncia é “catchai”. Tente falar agora e tenho certeza que você também vai gostar. E os chilenos amam dizer isso! É usada para perguntar: você entendeu? Compreendeu? Sacou? Pegou a ideia? Cachai?

Que onda

“O que vocês vão fazer hoje?”, “Do que vocês estão falando?”, “Do que vocês estão rindo?”, “Que ideia estranha”… Sabe todas essas frases em português e outras similares? No chilenismo você poderia substituir tranquilamente todas elas por: “que onda”.

Te pasaste

Quando escutei a primeira vez essa expressão eu me preocupei muito. Afinal, a pessoa me disse que eu PASSEI. Já pensei “Meu Deus, passei dos limites, passei da conta, extrapolei”. Mas não! Quando alguém te disser isso, fique feliz! Te pasaste quer dizer que você foi muito feliz na sua ação.  É uma expressão de agradecimento quando “gracias” é pouco, eles dizem “te pasaste”.

Weón/weona

Eles usam essa palavra praticamente como pronome, wéon (masculino), weona (feminino). O mais interessante é que dependendo da maneira que você fala e para quem você fala, pode ser considerado um xingamento. É equivalente as gírias ‘velho’, ‘bixo’, ‘cara’, do português, mas também pode ser equivalente aos xingamentos “idiota” ou “imbecil”. Portanto cuidado!

Ni cagando

Sabe o dito brasileiro “nem a pau”? Pois é, é a mesma coisa.

Ya po

Essa expressão é usada o tempo todo. Não tem um significado ou sentido exato. Eles o usam quando querem chamar a atenção ou confirmar algo. Por exemplo, se você pergunta algo para alguém e ela se distrai e não te responde, então para chamar a atenção você diz: “Ya po, te hice una pregunta” (Te fiz uma pergunta). Mas a verdade é que eles dizem isso para tudo, se eu fosse usar algum termo equivalente, usaria “you know” do inglês, ou o “tá”, “tá bem”, “tá bom” do português. Apesar desses vocábulos serem completamente diferentes.

Espero que tenham entendido. Bom, não é tão simples explicar a maneira de falar ou de viver, de outros povos e nações. Contudo, um viva ao inexplicável e ao intraduzível jeito de se comunicar no Chile!

Leia Também
Comente com o Facebook
Deixe seu Comentário