Yngrid Corsini
Yngrid Corsini

Quando o mundo te muda

30 de julho de 2018
Nós Somos

“Olhar uma fotografia é ver alguém que já morreu”. Ouvi essa frase esses dias em uma dessas conversas filosóficas, em que a tese está na ideia de mutação que todos nós passamos diariamente. A evolução é constante, o que somos hoje é sempre diferente de ontem, que por sua vez será diferente de amanhã. Mas o que de fato nos muda?

De repente, algo nos atinge e nos “pivota”, este é um termo muito usado no mundo empreendedor quando o empresário encontra uma oportunidade para uma grande mudança positiva. Deriva do inglês “pivot”, jogada de basquete, onde o jogador sem mover sua base de apoio gira e com um movimento faz outra jogada.

E é um termo muito interessante de se analisar para a vida. Debrucei-me um tempo sobre essa questão. Para entender o que de fato nos faz mudar de jogada, de movimento. O que nos faz ser uma pessoa diferente de ontem. E cheguei a uma parte da conclusão, já que esse é o tipo de assunto que nunca se conclui ou se tem certeza. É o mundo que nos muda.

Prestei atenção sobre como eu era uma pessoa extremamente preocupada em “dar certo” na vida. Eu tinha medo de não ter tomado a melhor escolha profissional, tinha medo que essa profissão não me desse dinheiro o suficiente. Entre outras mil questões que me angustiava. Afinal, eu queria ter qualidade de vida.  Até que fui para Europa.

Lá eu vi pessoas que não trabalhavam tanto, pessoas até que nem se preocupavam em seguir carreira. Pessoas que tinham saído do Brasil e de inúmeras partes do mundo para viver lá. E olha só viviam tão bem. Voltei me sentindo uma pessoa muito mais calma. Afinal, não tem como dar errado, algo que já deu certo! Aconteça o que acontecer.

Percebi que eu era uma pessoa que detestava ficar sozinha. Até escolher viajar sozinha. Aprendi a me amar, a apreciar minha companhia, a rir sozinha, a apreciar momentos comigo mesma. Era extremamente ansiosa, até passar um tempo sem celular em Bonito e perceber que o tempo passa fazendo carinho, quando não se corre contra ele.  

São Paulo me ensina em cada esquina. Campo Grande sempre me ensinou até pelas cores do céu. A verdade é que o mundo está sempre nos dando lições, sempre nos apontando evoluções. E continua, todos os dias. O mundo vai nos mudando, conforme vamos nos abrindo a ele. A velocidade e a qualidade das mudanças quem decide somos nós, ao prestar atenção em suas orientações.

A grande oportunidade está bem em frente ao nosso nariz, basta olharmos para o mundo, entendendo que bom ou ruim, bonito ou feio, há sempre aprendizado, há sempre algo para nos construir e nos levar além.

 

Compartilhe conosco sua história, sua experiência e referências. Seja um Amigo Lugares Pelo Mundo.

Leia Também
Comente com o Facebook
Deixe seu Comentário