Suzane Hammer
Suzane Hammer

Riquewihr: o vilarejo saído de um conto de fadas

01 de outubro de 2018
Eu CompartilhoLugares Pela Europa

Quando você entra por um dos portões de acesso do pequeno vilarejo de Riquewihr toda cercada por muros medievais, no mesmo instante você recorda de sua infância quando assistia aos desenhos da Disney e imagina se deparar com a doce Bela acompanhada da temida Fera, cantando e espalhando alegria pelas charmosas ruazinhas de pedras. Ou ainda, olhando as vitrines, imaginando Gepetto entalhando bonecos de madeira e dando vida a Pinocchio.

E assim começa uma pequena viagem no tempo  percorrendo a pitoresca e encantadora cidadezinha francesa de Riquewihr. Cidade dos Contos de Fadas seria o adjetivo mais correto para ela.

Riquewihr é uma pequena cidade francesa situada na Alsácia, localizada ao leste da França. Merecidamente, foi nomeada como uma das mais  belas aldeias da França que também faz parte da rota dos vinhos. 

Essa pequena joia francesa fica fronteira com a Alemanha. Região que durante anos foi disputada por ambos países e por esse motivo Riquewihr possui fortes características germânicas como a arquitetura em estilo enxaimel e a culinária que mistura aromas e sabores franceses e alemães. Exemplo disso são produtos como o Bretzel, queijos, bolos, flammekueche (uma fina torta flambada com diversas guarnições), pão de especiarias e muitos outros.

E como não deixar de provar o mais famoso carro chefe da gastronomia local: O chucrute. Este prato é à base de repolho com diferentes tipos de linguiças, bacon defumado e batatas, prato que é celebrado todos os anos em diversas cidades da Alsácia. Para acompanhar, nada melhor do que optar por um vinho branco Riesling produzido na região.

As pequenas ruas de pedras do vilarejo  mantiveram suas características originais dos séculos 15 e 16, e entre elas uma das principais atrações turísticas: o Dolder, uma torre datada de 1291 que fazia parte da muralha que cercava a cidade e é um dos prédios mais altos da vila. A torre era utilizada como ponto de observação e no idioma alsaciano, significa “ponto mais alto”.  

As construções ainda são originais, mas revitalizadas em seu interior e que hoje abrigam charmosos restaurantes, lojas e pequenas fábricas de biscoitos caseiros que espalham um delicioso aroma adocicado pelas ruas da cidade.

Além da deliciosa gastronomia a cidade possui 20 Wintubs, que são adegas onde se pode comprar e degustar, os famosos vinhos  fabricados na região. Mas ela se torna muito mais encantadora na época de Natal. Neste período ela se torna mágica e mesmo com o frio, nossos olhos brilham com vitrines decoradas, janelas e portas ornamentadas com os mais variados enfeites que anunciam a chegada do período mais lindo do ano.

O Mercado de Natal que nesta época se espalha por toda a Europa, não poderia deixar de existir nesse vilarejo com barraquinhas de doces e licores, biscoitos de especiarias, queijos, bolos, vinhos, velas, ursinhos e decorações natalinas.  E nesse momento caímos definitivamente de amores pela cidade.

 

 

 

 

 

Leia Também
Comente com o Facebook
Deixe seu Comentário